Classificação

De Enciclopédia Médica Moraes Amato
Ir para: navegação, pesquisa

Arranjo sistemático de entidades semelhantes com Base em determinadas características diferentes.
___ de Schilling, (ref. Doenças relacionadas com o Trabalho - Protocolo de Procedimentos Médico-Periciais – Ministério da Previdência e Assistência Social) Grupo I: Doenças em que o Trabalho é Causa necessária, tipificadas pelas doenças profissionais, strictu sensu, e pelas intoxicações profissionais agudas. Grupo II: Doenças em que o Trabalho pode ser uma fator de risco, contributivo, mas não necessário, exemplificadas por todas as doenças comuns, mais freqüentes ou mais precoces em determinados grupos ocupacionais, e que, portanto, o Nexo causal é de natureza eminentemente epidemiológica. A Hipertensão arterial e as neoplasias malignas (cânceres), em determinados grupos ocupacionais ou profissões constituem exemplo típico. Grupo III: Doenças em que o Trabalho é provocador de um Distúrbio latente, ou agravador de Doença já estabelecida ou pré-existente, ou seja, concausa, tipicadas pelas doenças alérgicas de Pele e respiratórias e pelos distúrbios mentais, em determinados grupos ocupacionais ou profissões.
___ do Criminoso por Lombroso, são os cinco tipos por ele relacionados: 1. O Criminoso Nato@i;/b@ segundo ele representado pela maioria dos casos era, como o próprio nome indica, Portador de um patrimônio Genético causador de sua Criminalidade. Ele é seria o resquício do Homem Selvagem, uma espécie de subtipo humano, enfim, um ser degenerado. 2. O Criminoso Louco ou Alienado, no qual existia uma Perturbação mental associada ao Comportamento delinqüente, considerado como um Louco Moral ou um Perverso Constitucional. 3. O Criminoso Profissional@i;/b@ que não possui os estigmas biológicos inatos, como os anteriores, mas que se tornava Criminoso por forças e pressões do seu meio. Este Criminoso começa por um Crime ocasional e pode reincidir. 4. O Criminoso Primário@i;/b@ que cometerá um ou outro Delito por força de um conjunto de fatores circunstanciais do meio, mas não tenderia para a reincidência. De acordo com Lombroso, estes eram ainda predispostos por Hereditariedade para o crime, mas não possuíam uma tendência Genética para ele (?). Para Ferri (Peixoto), seriam, ao contrário do ditado que diz a ocasião faz o ladrão, ladrões já prontos e aguardando a melhor ocasião para roubar. 5. O Criminoso por Paixão@i;/b@ vítima de um Humor exaltado, de uma Sensibilidade exagerada, nervoso, explosivo e inconseqüente, a quem a contrariedade dos sentimentos leva por vezes a cometer atos criminosos, impulsivos e violentos, como Solução para as suas crises emocionais. [Fonte: Fragmentos das idéias de Celina Manita – Universidade de Porto in Geraldo José Ballone – Home-page http://www.psiqweb.med.br].

comments powered by Disqus