Corpo

De Enciclopédia Médica Moraes Amato
Ir para: navegação, pesquisa

Tronco, ou estrutura animal, com seus Órgãos.
A maior e mais importante Parte de um Órgão.
Massa ou coleção de material.
___ humano, princípios de construção do, o plano geral de Construção do corpo humano é regido por princípios: simetria bilateral [resultante da secção feita pelo plano Sagital mediano]; metamerização [os vários planos horizontais dividem o Corpo em numerosos metâmeros que se superpõem em segmentos morfologicamente correspondentes, v.g. vértebras, miótomos etc., pode dizer até mesmo Anatomia metamérica]; formação tubular [considerando que do Corpo vertebral partem prolongamentos para trás, formando o Tubo neural e anteriormente o visceral] e a estratificação [músculos esqueléticos envolvem o esqueleto, as aponeuroses revestem o conjunto muscular e a Pele todo o corpo].
Nomina Anatômica – (ref. Osso hióide)
(ref. Osso esfenóide) [jugo esfenoidal (área pré-límbica), Sulco pré-quiasmático, sela turca, Sulco carótico, Língula esfenoidal, Crista esfenoidal, rostro esfenoidal, Seio esfenoidal, Concha esfenoidal].
Corpo adiposo da boca, (ref. Vestíbulo da boca); da Fossa isquioanal; da órbita, (ref. fáscias orbitais); infrapatelar, (ref. Articulação do Joelho).
___ adiposo pararrenal, (ref. Fáscia renal) Envolvido por desdobramento do Peritônio. Contém o rim.
Corpo albicante, (ref. Ovário)
Corpo amigdalóide, (ref. Núcleos da base) [área amigdalóide anterior, Parte basolateral, Parte corticomedial (olfatória)].
Corpo caloso, (ref. Cérebro) [esplênio do Corpo caloso, Tronco do Corpo caloso, Joelho do Corpo caloso, rostro do Corpo caloso, Radiação do Corpo caloso, indúsio cinzento, Giro fasciolar, lâmina terminal, Comissura Rostral (anterior), fórnix, Septo pelúcido].
Corpo cavernoso do clitóris (direito/esquerdo)
___ cavernoso do pênis, estrutura esponjosa integrada na Circulação arterial que, pelo seu enchimento de sangue, garante a Ereção do Pênis.
Corpo ciliar, (ref. Túnica Vascular do Bulbo) [coroa ciliar, processos ciliares, pregas ciliares, orbículo ciliar, Músculo ciliar, fibras meridionais, lâmina basilar].
Corpo da Bexiga
Corpo da Bigorna
___ da clavícula, [sulco do Músculo subclávio] Clavícula quer dizer chave pelo Fato dos anatomistas antigos acharem que ela abre o Tórax não ocorrendo em vários vertebrados [v.g. cavalo].
Corpo da costela, [tubérculo da costela, Ângulo da costela, Sulco da costela (costela cervical)].
Corpo da falange, (ref. Ossos dos dedos)
___ da fíbula, [face lateral, Face medial, Face posterior]. Ossículo do Ouvido médio.
Corpo da Língua
Corpo da Mama
Corpo da mandíbula, [base, sínfise, protuberância mental, Tubérculo mental, Forame mental, linha oblíqua, Fossa digástrica, Espinha mental, Linha milo-hióidea (toro mandibular), Fóvea sublingual, Fóvea submandibular, Parte alveolar].
Corpo da maxila, [face orbital, Margem infra-orbital, Face anterior, Face infratemporal, Face nasal, Sulco Palatino maior, Seio maxilar].
Corpo da tíbia, [tuberosidade da tíbia, Face medial, Face posterior, Face lateral, Margem anterior, Margem medial, Margem interóssea].
Corpo da ulna, [face anterior, Face posterior, Face medial, Margem interóssea, Margem anterior, Margem posterior, Crista do Músculo supinador].
Corpo da Unha
___ da vértebra, Sin. vertebral.
Corpo da Vesícula biliar.
Corpo do cerebelo, [verme do cerebelo, hemisférios do cerebelo, lobo Rostral do cerebelo, lobo Caudal do cerebelo, lobo floculonodular].
Corpo do clitóris
Corpo do Epidídimo
Corpo do Esterno
Corpo do fêmur, [linha áspera, linha pectínea, Tuberosidade glútea, Face poplítea, linha supracondilar medial, linha supracondilar lateral].
Corpo do fórnix, (ref. Corpo caloso)
Corpo do Núcleo caudado
Corpo do Osso ilíaco, [sulco supra-acetabular].
Corpo do Osso púbis, [tubérculo púbico, Face sinfisal, Crista púbica].
Corpo do pâncreas, [face anterior, Face posterior, Face inferior, Margem superior, Margem anterior, Margem inferior, Túber omental].
Corpo do Pênis
Corpo do rádio, (ref. Colo do Rádio)
Corpo do Tálus (Astrágalo)
Corpo do úmero, [face ântero-medial, Face ântero-lateral, Face posterior, Margem medial, Margem lateral, Tuberosidade deltóidea].
Corpo do Útero
___ esponjoso do Pênis, estrutura Vascular plena de Sangue que mantêm o Órgão ereto.
Corpo estriado, (ref. Núcleos da base) [núcleo caudado, Núcleo lentiforme].
Corpo gástrico, (ref. Estômago) [canal gástrico].
Corpo geniculado Lateral e medial, (ref. Metatálamo)
Corpo maior, (ref. Osso hióide)
Corpo mamilar, (ref. Hipotálamo)
Corpo medular, (ref. secções do Cerebelo) [lâminas brancas].
Corpo menor, (ref. Osso hióide)
Corpo metacarpal, (ref. Osso do Metacarpo)
___ metatarsal, conjunto de Ossos do metatarso (pé).
Corpo pineal, (ref. glândulas endócrinas e secções do Epitálamo)
Corpo trapezóide, (ref. Parte Dorsal da Ponte)
Corpo vítreo, (ref. Câmara vítrea do Bulbo)
Corpos para-aórticos, (ref. Arco da Aorta).
Nomina histológica - Corpo celular, (ref. Neurônio) [cone de implantação].
Corpo ciliar, (ref. camada média da Túnica ocular) [músculo ciliar, prolongamento (processo ciliar), zônula ciliar].
Corpo da glândula, (ref. Tecido epitelial glandular)
___ lúteo (amarelo), Folículo roto de onde saiu o Óvulo e tornou-se rico em lipóides.
Secreta Hormônio: luteína ou progesterona.
(ref. Ovário) [célula teco-luteínica (parauteínica) e Célula granuloso-luteínica].
Formação tecidual amarela que aparece no Ovário após Eliminação [mensal] do Óvulo.
Resquício do Folículo de Graaf depois da liberação do Óvulo.
Função de preparar o Endométrio para receber o ovo [óvulo fecundado] e fixá-lo pela Nidação.
Cicatriz amarelada do local onde se desprende o Óvulo.
Corpo vítreo, (ref. Aparelho ocular)
Nomina citológica'' - Corpo multivesicular, (ref. organelas e inclusões citoplasmáticas)
(ref. CID10) Achados anormais de exames para Diagnóstico por imagem de outras estruturas do corpo, (R93)
Amputações traumáticas envolvendo múltiplas regiões do corpo, (T05)
Amputações traumáticas envolvendo outras combinações de regiões do corpo, (T05.8)
Cisto do Corpo lúteo, (N83.1)
Cisto hemorrágico do Corpo lúteo, (N83.1)
Cistos do Corpo ciliar, da Íris e da Câmara anterior, (H21.3)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética no Corpo ciliar, (H44.6)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética no Corpo ciliar, (H44.7)
Degenerações do Corpo ciliar ou da íris, (H21.2)
Desmielinização Central do Corpo caloso, (G37.1)
___ estranho, estrutura alheia ao Tecido onde permanece.
Corpo estranho (antigo) retido conseqüente a Ferimento perfurante da órbita, (H05.5)
Corpo estranho deglutido sem outra especificação, (T18.9)
Corpo estranho deixado acidentalmente em Cavidade corporal ou em Ferida operatória subseqüente a procedimento, (T81.5)
Corpo estranho em outras partes e partes múltiplas do Aparelho digestivo, (T18.8)
Corpo estranho em outras partes e partes múltiplas do Trato geniturinário, (T19.8)
Corpo estranho em outras partes e partes múltiplas do Trato respiratório, (T17.8)
Corpo estranho em outros locais e em locais múltiplos da Parte externa do olho, (T15.8)
Corpo estranho em Parte não especificada da região externa do olho, (T15.9)
Corpo estranho em Parte não especificada do Aparelho digestivo, (T18.9)
Corpo estranho na bexiga, (T19.1)
Corpo estranho na boca, (T18.0)
Corpo estranho na córnea, (T15.0)
Corpo estranho na faringe, (T17.2)
Corpo estranho na Garganta sem outra especificação, (T17.2)
Corpo estranho na laringe, (T17.3)
Corpo estranho na narina, (T17.1)
Corpo estranho na nasofaringe, (T17.2)
Corpo estranho na Parte externa do olho, (T15)
Corpo estranho na traquéia, (T17.4)
Corpo estranho na uretra, (T19.0)
Corpo estranho na Vulva e vagina, (T19.2)
Corpo estranho no Ânus e reto, (T18.5)
Corpo estranho no Aparelho digestivo, (T18)
Corpo estranho no brônquio, (T17.5)
Corpo estranho no cólon, (T18.4)
Corpo estranho no Conduto auditivo, (T16)
Corpo estranho no esôfago, (T18.1)
Corpo estranho no estômago, (T18.2)
Corpo estranho no Intestino delgado, (T18.3)
Corpo estranho no nariz sem outra especificação, (T17.1)
Corpo estranho no ouvido, (T16)
Corpo estranho no ponto lacrimal, (T15.8)
Corpo estranho no pulmão, (T17.8)
Corpo estranho no Saco conjuntival, (T15.1)
Corpo estranho no Seio nasal, (T17.0)
Corpo estranho no Trato geniturinário, (T19)
Corpo estranho no Trato geniturinário, Parte não especificada, (T19.9)
Corpo estranho no Trato respiratório, (T17)
Corpo estranho no Trato respiratório, Parte não especificada, (T17.9)
Corpo estranho no Útero [qualquer parte], (T19.3)
Corpo estranho nos bronquíolos, (T17.8)
Corpo estranho residual no Tecido mole, (M79.5)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética na Câmara anterior, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética na íris, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética na Parede Posterior do globo ocular, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética no Corpo ciliar, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética no cristalino, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) de natureza magnética no Humor vítreo, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) intra-ocular de natureza magnética, (H44.6)
Corpo estranho retido (antigo) intra-ocular de natureza não-magnética, (H44.7)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética na Câmara anterior, (H44.7)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética na íris, (H44.7)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética na Parede Posterior do globo, (H44.7)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética no Corpo ciliar, (H44.7)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética no cristalino, (H44.7)
Corpo estranho retido de natureza não-magnética no Humor vítreo, (H44.7)
Corpo estranho retido na pálpebra, (H02.8)
Corpo estranho retrobulbar, (H05.5)
Ferimento de região não especificada do corpo, (T14.1)
Ferimentos envolvendo múltiplas regiões do corpo, (T01)
Ferimentos envolvendo outras combinações de regiões do corpo, (T01.8)
Fratura de região não especificada do corpo, (T14.2)
Fraturas envolvendo múltiplas regiões do corpo, (T02)
Fraturas envolvendo outras combinações de regiões do corpo, (T02.8)
Luxações, entorses e distensões envolvendo outras combinações de regiões do corpo, (T03.8)
Luxações, entorses e distensões envolvendo regiões múltiplas do corpo, (T03)
Neoplasia benigna do Corpo carotídeo, (D35.5)
Neoplasia benigna do Corpo ciliar, (D31.4)
Neoplasia benigna dos corpos aórticos e outros paragânglios, (D35.6)
Neoplasia de Comportamento incerto ou desconhecido do Corpo carotídeo, (D44.6)
Neoplasia de Comportamento incerto ou desconhecido dos corpos aórticos e outros paragânglios, (D44.7)
Neoplasia maligna do Corpo aórtico e outros paragânglios, (C75.5)
Neoplasia maligna do Corpo carotídeo, (C75.4)
Neoplasia maligna do Corpo ciliar, (C69.4)
Neoplasia maligna do Corpo ou Canal de Wolff, (C57.7)
Neovascularização do Corpo ciliar ou da íris, (H21.1)
Outros traumatismos envolvendo regiões múltiplas do corpo, (T06)
Outros traumatismos especificados envolvendo regiões múltiplas do corpo, (T06.8)
Tinha do corpo, (B35.4)
Traumatismo Superficial de região não especificada do corpo, (T14.0)
Traumatismos de músculos e de tendões envolvendo regiões múltiplas do corpo, (T06.4)
Traumatismos de nervos envolvendo regiões múltiplas do corpo, (T06.2)
Traumatismos de Vasos sangüíneos envolvendo regiões múltiplas do corpo, (T06.3)
Traumatismos por Esmagamento envolvendo múltiplas regiões do corpo, (T04)
Traumatismos por Esmagamento envolvendo outras combinações de regiões do corpo, (T04.8)
Traumatismos superficiais envolvendo múltiplas regiões do corpo, (T00)
Traumatismos superficiais envolvendo outras combinações de regiões do corpo, (T00.8)
___ de delito, (ref.
aspecto jurídico) Conjunto de elementos ou vestígios que sugerem, comprovam ou evidenciam a prática de um Crime.
Impõe-se uma Perícia que se chama “exame de Corpo de delito”.
Deve ser apresentado como Laudo pericial (auto de exame de Corpo de delito).
Designa-se o ato judicial que demonstra ou pelo qual se comprova a existência de ato ou Fato imputado ao Criminoso.
Trata-se do registro sobre a existência de crime, envolvendo detalhadamente todas as suas circunstâncias.
Prova material do Delito.
___
direto, quando promovido sobre o próprio objeto ou Pessoa que recaiu a ação ou omissão criminosa, através de exames e vistorias.
___
indireto, assim se diz quando desapareceu o Vestígio do Crime e, portanto, são inviáveis o exame ou a vistoria, sendo, então constituído por informações testemunhais.
Composição - o Corpo de Delito é composto de Laudo pericial, e os peritos escolhidos dentre profissionais especializados na matéria a que se refere o Crime.
Nos Estados Unidos, segundo Sutter, o que se constitui no Corpo de Delito vem sendo interpretado de Forma diversa da nossa. A presença de grande quantidade de sangue, cuja perda no Corpo seja capaz de provocar a morte, neste Caso com exames de DNA capazes de comprovar com certeza que se trata de Sangue da vítima, estabelecida a autoria e o Nexo de causalidade tem permitido o entendimento de que tal Sangue constitui o Corpo de delito, mesmo quando o Cadáver não foi encontrado. Exemplos como este, até o presente momento não tem ocorrido em relação a menores de idade, cuja sofisticação é menos elaborada.

comments powered by Disqus