Controlador

De Enciclopédia Médica Moraes Amato
Ir para: navegação, pesquisa

Aquele ou aquilo que controla.
___ de arrecadação, (ref. Classificação Brasileira de Ocupações – CBO 3-12.30) Coordena unidades técnicas de arrecadação tributária da Receita Federal, dando orientação e supervisão, efetuando pesquisas, examinando processos, emitindo pareceres e elaborando documentos informativos, a fim de contribuir para a adequação da política tributária ao desenvolvimento econômico. Supervisiona equipes e grupos de Trabalho específicos em Órgãos da Área de arrecadação de tributos, orientando-os sobre política tributária e técnicas operativas correspondentes, a fim de colaborar no aperfeiçoamento e racionalização de medidas de Interesse para o desenvolvimento econômico; analisa a receita tributária, examinando relatórios e quadros, e comparando os dados de arrecadação e precisão, para identificar distorções e anormalidades constatadas na arrecadação de tributos; estuda processos relativos à Prescrição de débitos, a solicitações de prorrogação de prazos para entrega de Declaração de rendimento e a pedidos de parcelamento de débitos fiscais, analisando-os à luz da legislação tributária, para emitir pareceres conclusivos; lavra termo de Declaração de dívida remissa, providenciando a Notificação ao contribuinte para possibilitar a cobrança amigável; examina processos de restituição pagos a maior ou indevidamente, verificando a conta corrente e calculando a importância a ser devolvida, a fim de preparar despacho para Reconhecimento de Direito creditício; controla o Processo de devolução automática do imposto de renda de Pessoa física, examinando a emissão e distribuição de cheques, para assegurar o devido reembolso; examina as declarações de imposto de renda de Pessoa física e jurídica, verificando seu preenchimento e analisando os elementos que as acompanham, para preparar a remessa da documentação aos setores de processamento e registro de lançamentos e de Controle de pagamentos; colhe dados de Interesse tributário, pesquisando cadastros, registros, documentos fiscais e outras fontes, para identificar contribuintes omissos, lucros não-declarados e outras irregularidades nas declarações de renda; orienta os trabalhos relativos à apuração e processamento de dados e ao armazenamento de informações econômico- fiscais, instruindo auxiliares no preenchimento de fichas cadastrais e mapas, para possibilitar a correção de erros e omissões e propor soluções adequadas; elabora e mantém atualizado o catálogo informativo, orientando-se pela legislação tributária, para atender à demanda interna e externa de informações econômico-fiscais; treina os monitores da rede bancária, proporcionando-lhes orientação e subsídios, a fim de capacitá-los para a expedição de formulários e para o preenchimento de fichas cadastrais e mapas; realiza estudos sobre a política de arrecadação e lançamento e cobrança de tributos, acompanhando as divulgações feitas em publicações especializadas, para difundir a legislação e proporcionar instruções pertinentes; estabelece contatos com os representantes da rede bancária e dos Órgãos do Ministério da Fazenda, participando de reuniões e mesas-redondas, para solucionar problemas ligados ao processamento de arrecadação. Pode conferir guias de recolhimento de imposto e receber as respectivas importâncias em locais de carga ou descarga de mercadorias ou embarque e desembarque de passageiros e nos locais onde não haja arrecadação pela rede bancária. Pode, quando solicitado pelas autoridades competentes, providenciar a microfilmagem de documentos fiscais e atender às consultas sobre a documentação. Pode exercer suas atribuições, inclusive de assessoramento especializado, em unidades técnicas centrais ou intermediárias, ou em repartições regionais ou sub-regionais da Receita Federal.
___ E/S, (ref. Classificação Brasileira de Ocupações - CBO 3-44.15) Controla o Sistema de produção, verificando os documentos e/ou relatórios produzidos pela área, criando novos métodos de Controle de Qualidade de processamento de dados, elaborando cronogramas de execução de serviços e procedendo ao Controle dos suprimentos, coordenando-os com as demais unidades do CPD, a fim de otimizar as fases dos projetos em execução e o atendimento ao usuário. Verifica os documentos que serão enviados à digitação, conferindo-os segundo normas previamente definidas, para certificar-se da facilidade, manuseio e Qualidade da leitura; controla os relatórios de consistência emitidos pelo computador, fazendo o confronto destas listagens com os documentos originais e Posterior acerto nos dados de entrada, para garantir a Qualidade do serviço; acompanha a execução de ajuste relativos a aplicações no Open, fechamento físico e financeiro da carteira de títulos, elaboração de relatórios, informações contábeis, comando de resgate ao Sistema Open, Controle de custódia, acompanhamento das operações processadas, informação para Caixa das receitas e dispensas administrativas, elaboração, conferência e confecção de boletas para processamento e pela extração de diversos relatórios. Pode controlar a distribuição dos relatórios do CPD aos usuários e manter a organização e distribuição dos documentos no Pombal. Pode preencher relatórios de Controle da Área.
___ de tráfego aéreo, (ref. Classificação Brasileira de Ocupações - CBO 3-53.40) Controla o tráfego aéreo em áreas de sua competência, examinando, ajustando e aprovando os planos de vôos, observando e orientando os vôos e providenciando socorros, autorizando aterragem e decolagem de aeronaves e acionando o serviço de busca e salvamento, para garantir o cumprimento das normas e regulamentos determinados pelas autoridades aeronáuticas. Examina planos de vôos enviados pelos agentes das diversas empresas de aviação, estudando-os e analisando-os isoladamente e em conjunto e ajustando-os entre si, para os aprovar, se de acordo, e preparar, com Base nos mesmos, a programação do tráfego aéreo de sua Área; controla a movimentação de aviões nos aeroportos, baseando-se na programação existente, nas comunicações recebidas e nas observações efetuadas, como a de presença de pessoas na Área útil do aeroporto, para autorizar a ordenada aterragem e decolagem das aeronaves; coordena e autoriza as operações de aterragem e decolagem das aeronaves, prevenindo seus comandantes quanto à Mudança nas previsões meteorológicas e dando orientações sobre altitude, rota e velocidades a serem observadas, para manter o fluxo de tráfego aéreo; aciona o serviço de busca e salvamento e de proteção ao próprio aeroporto, enviando mensagens telefônicas, telegráficas e de Rádio e fazendo funcionar o Sistema de alarme, para prestar socorro imediato ou para tomar medidas preventivas. Pode determinar a paralisação do tráfego aéreo do aeroporto em casos de condições atmosféricas insatisfatórias e/ou emergências.

comments powered by Disqus