Portador

De Enciclopédia Médica Moraes Amato
Ir para: navegação, pesquisa

(ref. Guia de Vigilância Epidemiológica) Pessoa ou animal que não apresenta sintomas clinicamente reconhecíveis de uma determinada Doença transmissível ao ser examinado, mas que está albergando o Agente etiológico respectivo.
___ ativo, Portador que teve sintomas, mas que em determinado momento, não os apresenta.
___ ativo convalescente, Portador durante e após a Convalescença. É comum esse Tipo de Portador na Febre tifóide e na Difteria.
___ ativo crônico, Pessoa ou animal que continua a albergar o Agente etiológico muito tempo depois de ter tido a Doença. O momento em que o Portador ativo convalescente passa a Crônico é estabelecido arbitrariamente para cada Doença. No Caso da Febre tifóide, por exemplo, o Portador é considerado como ativo Crônico quando alberga a Salmonella thyphi por mais de um ano após ter Estado doente.
___ ativo incubado ou precoce, Portador durante o Período de Incubação clínica de uma Doença.
___ eficiente, Portador que elimina o Agente etiológico para o meio exterior ou para o organismo de um vetor hematófago, ou que possibilita a Infecção de novos hospedeiros. Essa Eliminação pode ser feita de maneira contínua ou de modo Intermitente.
___ ineficiente, Portador que não elimina o Agente etiológico para o meio exterior, não representando, portanto, um Perigo para a comunidade no Sentido de disseminar esse microorganismo.
___ passivo (portador aparentemente são), Portador que nunca apresentou sintomas de determinada Doença transmissível, não os está apresentando e não os apresentará no futuro; somente pode ser descoberto por meio de exames adequados de laboratório.
___ passivo crônico, Portador passivo que alberga um Agente etiológico por um longo Período de tempo.
___ passivo temporário, Portador passivo que alberga um Agente etiológico durante pouco tempo; a distinção entre o Portador passivo Crônico e o temporário é estabelecida arbitrariamente para cada Agente etiológico.

comments powered by Disqus